[Resenha] Enfeitiçadas - Jessica Spotswood

Título: Enfeitiçadas
Autor(a): Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano de Publicação: 2014

No leito de morte de sua mãe, Cate Cahill fez uma importante promessa: proteger a todo custo suas irmãs mais novas, Maura e Tess. Essa tarefa é mais difícil do que parece, afinal, as irmãs guardam um importante segredo: elas são bruxas. Em uma sociedade governada pela Fraternidade, instituição que pune qualquer suspeita de bruxaria com a prisão, a internação num hospício ou a morte, ser bruxa significa estar constantemente em perigo. Aos 17 anos, faltando apenas algumas semanas para que Cate decida entre se casar ou abraçar a Irmandade - braço feminino da Fraternidade -, talvez ela não consiga manter sua promessa, principalmente depois de encontrar o diário da mãe, que revela um segredo capaz de levar a família à destruição. Desesperada para descobrir alternativas, Cate começa a vasculhar livros proibidos e a encontrar ajuda em novos amigos rebeldes, tudo isso enquanto precisa lidar com eventos sociais, propostas de casamento e um romance proibido com o inadequado jardineiro da família. Se o que sua mãe escreveu for verdade, as garotas Cahill não estão a salvo - nem da Fraternidade, nem da Irmandade, nem delas mesmas.

♥♥♥


Bom dia/tarde/noite ou madrugada galerinha!!! Estou trazendo mais uma resenha cheia de magia, mistérios e muitas emoções. É uma história incrível, mas desde já adianto, essa história não termina nesse livro, ela continua nos dois livros seguintes: Amaldiçoadas e Predestinadas.

O livro gira em torno de três irmãs bruxas, mas quem transmite essa história e é, de certa forma a nossa heroína, é a irmã mais velha, Cate, vou falar detalhadamente dela um pouco mais à frente, mas a história se passa em meados do século XVII, época dos vestidos rodados e glamorosos e das carruagens. É também uma época em que grande parte da população é comandada por doutrinas dominadoras e opressoras, nesse caso, essa população pode ser definida por Mulheres. No contexto histórico apresentado no livro, houve uma época em que as bruxas eram livres para praticar magia e faziam parte da sociedade, algumas de forma dominadora e obscura, outras só buscando a igualdade. Muitos incomodados com esse poder (os homens), criaram um grupo chamado Fraternidade e com isso conseguiram plantar o medo e exterminar quase todas as bruxas em fogueiras. Após isso, esse método começou a causar questionamentos e ser considerado cruel e desumano. A partir daí, a Fraternidade adotou outros métodos, mas ainda assim, continuou amedrontado todas as mulheres que apresentassem qualquer comportamento, mínimo possível, de rebelião ou de opinião contrária. 

Chega a ser absurdo a forma como as mulheres são tratadas, praticamente como animais adestrados, treinados para obedecer e procriar. Estudar e trabalhar (mesmo viúvas para criar os filhos) ou simplesmente ler, era considerado inadmissível. Infelizmente, sabemos que em nossa história essas situações aconteceram e acredito que o preconceito sempre vai existir, mas já conquistamos MUITAS coisas, podem acreditar. Então, vamos para a resenha e vamos viajar nesse incrível universo...


Catherine (Cate) de 16 anos, é a irmã mais velha de Maura de 15 anos e da caçula Teresa (Tess) de 12 anos. As três irmãs são bruxas que procuram manter seu poder no mais absoluto segredo, isso pelo menos é o desejo e a missão de Cate. Desde a morte da Mãe (também bruxa), ela fez uma promessa de manter as irmãs em segurança e a salvá-las da perseguição e crueldade da Fraternidade, que comanda a sociedade com total rigidez e opressão. 

Todas as mulheres são tratadas e treinadas para serem totalmente submissas e sem opinião. E em qualquer ação de contrariedade ou desobediência, seriam punidas da forma mais cruel e violenta. As consideradas bruxas, não importa a idade, eram arrancadas de suas famílias e condenadas a serem presas e torturadas em um hospício. Toda garota ao completar 17 anos é obrigada a passar por uma cerimônia em que ela deverá escolher e anunciar seu futuro, se vai se casar com alguém (escolhido e aprovado pelo Pai e principalmente pela Fraternidade) ou que se dedicará a Fraternidade como uma irmã que ajuda em ações beneficentes, ou recrutando e instruindo meninas que vivem sem orientação, fazendo o papel de governanta. Cate vive em constante dilema quanto a isso, seu pai é relapso, ausente, e desde a morte da Mãe vive trancado no escritório trabalhando ou viajando a negócios. Em uma ocasião, ele anuncia as filhas que fará uma viagem longa e deixará uma governanta para orientar e educá-las em sua ausência. Cate não tem boa impressão quanto às intenções de Elaine, uma mulher jovem e muito misteriosa, mas acaba aceitando a vontade do pai sem questionar.

Nesse meio tempo, Cate reencontra um grande amigo de infância, Paul MecLeod, ele imediatamente demonstra interesse em casar com ela, mas o coração de Cate começa a bater mais forte por Finn Belastra, um rapaz simples e humilde que vai trabalhar como jardineiro em sua casa.

No decorrer da história, Cate acaba desvendando muitos segredos escondidos por meio de uma carta misteriosa, que a leva ao diário de sua Mãe, o qual revelava que as três irmãs faziam parte de uma profecia:

“Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará à idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror”. 

Mas Cate percebe que não é a única a ter conhecimento sobre essa profecia, os irmãos da Fraternidade também sabem e estão cada vez mais implacáveis para descobrirem quem são essas irmãs. Ela sabe que é capaz de executar magia mental, o que considerava mais maldição do que dom. Sua responsabilidade sobre as irmãs só aumenta, já que tudo indicava que elas seriam as mulheres da profecia, então o cuidado com as irmãs seria redobrado. Ela descobre que há bruxas disfarçadas na Fraternidade e, em determinado momento, se vê dividida entre servi-las e proteger as irmãs ou casar e viver para sempre com Finn.

Qual será a escolha de Cate? Será que ela realmente é a bruxa mais poderosa das três irmãs? Existe uma outra parte da profecia que envolve Cate, Maura e Tess em um conflito bastante doloroso. Muito tenso. Afinal elas são muito unidas, apesar das diferenças. Eu já disse isso, mas repito: É uma história incrível. Eu super, mega indico. Uma ótima leitura para vocês. 


Sobre a Trilogia: 


Enfeitiçadas é o primeiro livro das Crônicas das Irmãs Bruxas.


Nenhum comentário