[Resenha] Princesa de Papel - Erin Watt

Título: Princesa de Papel
Autor(a): Erin Watt
Editora: Essência
Páginas: 368
Ano de Publicação: 2017

O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo. 

♥♥♥

Olá galerinha!!! Muito bom dia, tarde, noite ou madrugada!! Estou aqui para trazer uma sugestão, uma super dica de um livro que me surpreendeu e conquistou de vez... Princesa de Papel. 

A divisão de opiniões positivas e negativas que esse livro causou foi bem significativa. Os comentários que existem são de puro amor ou de puro ódio. Claro que existem os medianos, eu me encaixo neles, mas com uma porcentagem bem maior em amor ao livro. Princesa de Papel traz temas bem fortes e questões de moral e princípios que são colocados de forma que choca o leitor e talvez isso seja um dos maiores pontos de reclamação dos leitores que declararam ódio ao livro. Em defesa, eu acredito que todas as escolhas erradas, o desvio de caráter ou moral de uma pessoa são facilmente julgados e apontados por toda sociedade, entretanto, é diferente para quem está vivendo a situação, nunca vão ser justificativas de nada, mas não podem deixar de ser compreendidas quando o sentimento e a realidade dessas pessoas são tão diferentes dos outros. É o caso da nossa heroína, Ella Harper, uma adolescente de 17 anos que desde muito cedo aprendeu a lidar com os infortúnios da vida e uma difícil realidade ao lado da mãe stripper, a qual tinha relacionamentos conturbados e muitas vezes perigosos, mas que sempre fez tudo pela filha.

Quando a mãe ficou muito doente e foi sendo consumida pela doença, Ella teve que se desdobrar para manter as duas, no entanto a mãe não resistiu e acabou falecendo. Sozinha no mundo, ela se vira como pode, trabalhando em diversos lugares e muitas vezes como stripper.


Em um belo dia na escola, ela conhece um homem que diz ser seu tutor, designado pelo seu pai antes de morrer e que até então não sabia sobre sua existência. Esse tutor se chama Callum Royal, um homem de bom coração e absurdamente rico que motivado pela forte amizade pelo pai de Ella, aceita a missão de proteger e ajudar a garota.

Porém, a vida fez da garota uma pessoa extremamente desconfiada e a princípio ela resiste, mas no final, percebe que pode ser uma boa oportunidade para mudar sua realidade, já que Callum garantiu uma vida confortável, uma das melhores escolas do país e uma mesada de dar inveja a Neimar, só que não. Mesmo assim, a mesada é de 10 mil dólares.  Pode não fazer diferença para Neimar, mas faria muita para minha humilde pessoa. Enfim, Ella aceita a proposta (CLARO!!!), mas nada seria tão bom assim já que Callum é pai de 5 filhos – também adolescentes – que possuem personalidades muito assustadoras e perturbadoras. Assim conhecemos Easton, Gideon, os gêmeos Sawyer e Sebastian e Reed, o protagonista dessa história e vilão ao mesmo tempo já que ele vai fazer da vida de Ella um verdadeiro inferno, acreditando que ela é muito mais que uma protegida do pai, é uma oportunista. 

Reed e os irmãos, além de possuírem uma beleza bastante notada por todas as mulheres a sua volta, possuem um certo domínio na escola, uma vez que, todos seguem as regras deles e se existir alguma pessoa que eles não gostem, um decreto é colocado e todos os alunos riquinhos, filhinhos de papai, passam a perseguir, humilhar ou ignorar essa pessoa. 

Mas Ella que já comeu o pão que o diabo amassou, é uma pessoa de fibra, personalidade forte e vai se defender de todas as formas. E a guerra é declarada entre eles, resta saber se essa força vai durar muito tempo e se ela vai ser forte o bastante para lutar contra os sentimentos que surgem por Reed, seu pior inimigo.

Eu só posso adiantar que altas emoções não vão faltar, inúmeras revelações e segredos de cair o queixo, conflitos, palavrões (que não é muito legal kkk). Existe um pouco de vulgaridade e polêmicas, mas por se tratar de uma história envolvendo adolescentes criados sem “pulso firme” e com status social que possibilita ter o que querem de forma fácil, chega até ser evidente que certas atitudes ou ações aconteçam entre eles.

Eu, de coração, indico esse livro. A sequência, Príncipe Partido, é um tsunami de revelações e um furacão Catrina de fortes emoções. Em breve vai ter resenha dele também. Vou ficar aguardando a opinião de vocês e espero que a leitura seja tão incrível quanto foi para mim.

Um fortíssimo abraço e muitos beijos!!! 


Sobre a série: 


Princesa de Papel é o primeiro volume da série The Royals, que conta até o momento com 4 livros. Apenas os dois primeiros foram lançados no Brasil.

Nenhum comentário